Arquivo

Posts Tagged ‘atlético-mg’

Ambiente de trabalho x Profissional de Sucesso

A minha ideia hoje é falar de futebol sem paixão, somente como se fosse um modelo de negócio normal. Um time sendo uma empresa, e um jogador como um administrador, estagiário ou analista financeiro.
E essa ideia me veio na cabeça assistindo ao jogo Botafogo x Atlético-MG, sábado pássado, pelo Campeonato Brasileiro.

No time do Atlético-MG, que tende a brigar até o final do campeonato para não ser rebaixado, tem alguns jogadores que me inspiraram a fazer este post: Daniel Carvalho, Guilherme e Dudu Cearense.

Daniel Carvalho, Guilherme e Dudu Cearense

Os 3 tem histórias no futebol profissional parecidas. Saíram de seus clubes no Brasil muito jovens, para times do segundo escalão mundial, como grandes promessas para o futebol brasileiro e mundial, e depois de alguns anos voltaram para o Atlético-MG.

Daniel Carvalho, dono de uma canhota muito habilidosa, campeão sub-20 pelo Brasil em 2003, saiu do Internacional-RS para o CSKA em 2003, um dos principais times da Rússia, mas do baixo escalão europeu. Depois de lá voltou para o Inter de Porto Alegre por empréstimo, foi pro Al-Arabi, dos Emirados Árabes, e desembarcou no Galo em 2010.
Guilherme foi revelado pelo Cruzeiro em 2007, e logo despontou como artilheiro do time principal. Em 2009 foi negociado com o Dínamo de Kiev,  “potência” do futebol ucraniano, onde rapidamente foi emprestado para o CSKA, voltou para o Dínamo e acabou contratado pelo Galo no começo de 2011 a peso de ouro, no auge dos seus 23 anos.
E Dudu Cearense, 28 anos, saiu do Vitória em 2003, fazendo parte do elenco da Seleção Brasileiro principal, e se transferiu para o Kashiwa Reysol, do Japão, passando depois por Rennes (França),  CSKA e Olympiakos, até que voltou para o Atlético-MG no começo deste ano.

Apresentados os personagens, o paralelo que gostaria de fazer é do jogador com a “empresa” pela qual atuou. Os 3 “estagiários” saíram de “empresas” importantes do cenário brasileiro, para trabalhar no exterior, como promissores “diretores” e “presidentes” que viriam a ser. Porém, escolheram mercados para se trabalhar que nem sempre prezam pelo profissionalismo total na carreira deles, e que não estão na ponta dos “rankings de melhores empresas” do setor. Claro que podemos falar que foram boas propostas que eles tiveram no momento, sem dúvidas com salários excepcionais, mas até que ponto será que esse degrau em sua carreira profissional não os prejudicou no restante da sua caminhada?

Os três jogadores ainda tem menos de 30 anos, eu sei, principalmente o Guilherme, mas quando saíram daqui eram promessas para integrar a seleção brasileira por anos e anos. O Dudu Cearense parece que desaprendeu a jogar ao seu melhor estilo volante que sabe sair jogando, com passe de qualidade e chegada à frente, e hoje se limita a distribuir algumas pancadas no meio de campo e fazer uns golzinhos de cabeça. Daniel Carvalho está alguns quilos acima do peso e sofre para entrar durante a partida, ficando como opção posterior a Neto Berola (?!?!). E o Guilherme, o mais jovem, é um que vem fazendo alguns golzinhos, apesar da péssima situação do time, mas que todos esperavam que a esta altura do campeonato estivesse em um time de ponta europeu, ou no mínimo do Brasil (que me desculpem os atleticanos, mas o Atlético-MG não é mais da elite do futebol brasileiro há alguns anos).

E é isso que queria deixar de reflexão com este post, para vocês, profissionais, jovens ou não. Será que a empresa na qual se trabalha tem impacto direto na produção do profissional, ou se o cara é bom mesmo ele consegue se firmar e despontar em qualquer lugar? Será que muitos talentos não estão sendo desperdiçados por aí no mercado, trabalhando em empresas que não lhes dão a liberdade e as responsabilidade que precisam para desempenhar um bom trabalho? O que você acha: o ambiente de trabalho influencia para o desenvolvimento de um bom profissional? Ou ele consegue passar por cima das falhas e se tornar importante, mesmo em “times pequenos”?
Olhe o campeonato que está disputando, e analise: sua equipe tem chances para ser campeã? Ela tem o melhor técnico e bons jogadores? É ela que vai te ajudar a fazer seus golaços e te abrir as portas para jogar no Real Madrid, Barcelona ou Manchester United?

Anúncios