Arquivo

Archive for março \31\UTC 2011

Resumo do Pecha Kucha Night

Marcelo Rouco no palco do Pecha Kucha Night São Paulo vol.7

Como divulguei aqui no Blog do Rouco e no twitter, no dia 26/03, participei como palestrante da 7ª edição de um curioso evento, chamado Pecha Kucha Night. Para quem não conhece, explicando em poucas palavras, trata-se de um evento criado no Japão com um formato diferente de apresentação: todos os palestrantes tem 6 minutos e 40 segundos para se apresentar, através de 20 imagens que ficam 20 segundos cada na tela. E isso promove uma dinâmica muito interessante ao evento, já que as palestras não ficam massantes, e também porque o pessoal se preocupa em rechear seu PPT com belas imagens ao invés de inúmeros marcadores separando itens. Atualmente, o Pecha Kucha Night é realizado em 394 cidades ao redor do mundo.

Eu já havia visitado a 5ª edição do evento, que voltou a ser produzido em São Paulo no ano passado, e voltei agora ao Senac Lapa-Scipião para presenciar a 7ª edição. E em ambos pude acompanhar palestras muito interessantes de gente muito talentosa que está no mercado hoje em dia. Então queria fazer um breve resumo do que consegui acompanhar no dia para que meus leitores também possam conhecer os trabalhos.

Bom, a 1ª apresentação foi a minha…hehe Então, só para vocês saberem pouco mais, eu fiz um paralelo entre a relação do marketing com o design, e falei um pouco de coisas bacanas sobre o marketing para um público que é formado, em sua maioria, por designers e artistas.

Depois de mim a Daniela Arrais (@daniarrais), do blog http://donttouchmymoleskine.com/ , falou um pouco do trabalho diferenciado que leva aos seus leitores.

[Talvez eu não lembre muito bem a ordem, mas o que importa é falar de todos.]

Na sequência, a Gabi Serio, do @olheosmuros, mostrou algumas das imagens recebidas de forma colaborativa e explicou o porquê daquele projeto existir. Sigam o twitter e saibam mais.

O Tiago Yonamine, do @trampos, falou dessa rede que vocês devem conhecer bem, pois faz um sucesso enorme. Se não conhece, acesse o twitter deles e entenda como funciona essa divulgação de vagas.

André Passamani, da @colmeia, falou de algumas pessoas que o inspiraram em sua trajetória profissional.

Também teve a participação dos 2 caras do Mulheres Barbadas (@mbarbadas) , que mostraram alguns trabalhos, e para quem não conhece, recomendo muito darem uma olhada em seu portfólio porque os caras são muuuito bons.

O Ricardo Lima, da @beans_net, mostrou os personagens de seu grupo de empresas e a sua filosofia de trabalho.

E uma apresentação que me chamou muito a atenção, foi a do Diego Borin, do @Catarse_, que para quem não conhece é uma plataforma de crowfunding, que angaria custos para realizar projetos culturais, através de recompensas relacionadas para quem contribui. É muito bacana! Conheçam lá porque vale a pena.

E quem fechou o dia de palestras foi o Rômulo Castilho (@romully), designer que desenvolveu os materiais de comunicação desta edição do evento, e que surpreendeu a todos mostrando que sua principal influência no processo criativo é a política.

É isso. Na real eu não lembro direito de todas as apresentações, e não foram todas que consegui assistir inteiras. Foi só um resumão mesmo, para que vocês possam pelo menos conhecer os contatos da galera que participou e ficarem por dentro desses projetos muito bacanas que foram apresentados.

Gostaria de agradecer ao pessoal do @grupoelefante, que são os responsáveis por este evento acontecer novamente aqui em São Paulo, pelo convite para a palestra. E sugerir que vocês sigam o @pknsp, perfil do evento no twitter, para manter-se informados dos próximos eventos (este ano tem alguns mais!!! \o/) e acompanhar as notícias.

Ah, Globo!

março 24, 2011 1 comentário

Se tem uma notícia que me deixou meio em choque esta semana foi uma envolvendo a Rede Globo de Televisão. Ah, Globo!

A maior emissora do país agora foi longe demais. Enviou comunicado às agências parceiras e anunciantes, do qual destaco a parte principal:

“Comunicamos que por decisão da DGC, a citação nominal do endereçamento eletrônico das redes sociais em mensagens publicitárias, deverá ser cobrada a multiplicidade.

Não havendo nome e/ou logotipo, não será passível de cobrança: Ex.: @santander, @paodeacucar.”


Não sou anunciante e nem atendo nenhuma conta que anuncie por lá, mas achei um absurdo! A Globo está considerando que divulgando esses perfis das redes o anunciante está aproveitando o espaço e divulgando outra marca! Isso é absurdo…site e telefone são tolerados, facebook e twitter não.

Existem diversos programas da grade da Globo que me fazem desconfiar que a emissora parou no tempo, mas com esta notícia, ela me fez ter certeza disso!

Pecha Kucha Night São Paulo Vol.7

Hoje vou aproveitar o post do dia para divulgar uma iniciativa muito legal da agência de uns amigos meus.

O Pecha Kucha Night começou em Tóquio, em 2003, como um evento para jovens designers se encontrarem, discutirem e apresentarem os seus trabalhos para um público mais amplo. Mas não é uma palestra normal. Cada palestrante tem direito a 20 imagens e 20 segundos para apresentar cada imagem, o que torna a apresentação muito mais dinâmica e interessante.

Atualmente, o Pecha Kucha Night acontece em 370 cidades ao redor do mundo, e essa será a sétima edição em São Paulo, realizada pelo Grupo Elefante. Acontece no dia 26 de março, no Senac Lapa Scipião, e a entrada é gratuita. No convite abaixo vocês tem mais detalhes.
E este que vos escreve estará presente lá fazendo uma apresentação!

Palestrantes desta edição:

* Andre Passamani | http://www.colmeia.tv
* Mulheres Barbadas | http://www.mulheresbarbadas.com
* Daniela Arrais | http://www.donttouchmymoleskine.com
* Diego Borin | catarse.me
* Tiago Yonamine | @trampos
* Ricardo Lima | coworking.beans.net
* Rômulo Castilho | http://www.romulocastilho.com
* Marcelo Morales Rouco | http://www.daleideias.com.br / https://blogdorouco.wordpress.com
* Gabi Serio | @olheosmuros

Categorias:Estratégia

Buzz é o que importa?

março 3, 2011 2 comentários

Esta semana teve 3 grandes destaques no quesito buzz no Brasil: o novo comercial da Nissan, a escolha da Sandy como nova garota propaganda da Devassa, e o lançamento do iPad 2. Resumindo em 1 palavra, eu classificaria a repercussão na mídia de cada episódio assim:

– Nissan: negativa
– Sandy/Devassa: surpresa
– iPad 2: positiva

Agora digo porque.

Muito se fala hoje em dia em buzz, em gerar mídia espontânea, fazer barulho nas mídias sociais etc. Porém, ao contrário do que muitos pensam, o buzz ser negativo ou positivo faz diferença, sim.

No caso da Nissan, vi muita gente achar o vídeo engraçado e muita gente criticá-lo. Claro que gerou muuuita “falação” sobre a Nissan nestes dias, mas a maioria das vezes (pelo que pude ver), os comentários eram negativos. E isso não é legal. Gerou o buzz, ok. Mas na maioria das pessoas vem à cabeça o lado negativo do comercial, portanto, ao meu ver, esse tipo de buzz não é interessante.

Sobre a Devassa, acho que o buzz foi positivo no geral. A repercussão vista nas redes sociais e mídia no dia do anúncio da Sandy como garota propaganda da cerveja foi imensa. Todo mundo falando bem? Não. Os que não falavam bem, falavam mal? Também não. A maioria dos comentários que se viam, eram piadinhas e brincadeiras a respeito da Sandy ainda ter aquele estereótipo de menina, da garotinha virgem, etc. Ao meu ver, apesar disso, todo mundo ouviu falar da marca, muita gente entendeu o reposicionamento da marca e outros simplesmente ouviram falar da Devassa e ficaram com isso na cabeça, sem criar uma imagem negativa. O @EricMessa fez uma análise que achei excelente a respeito deste caso, quem quiser ler mais a respeito: http://bit.ly/fgJbhC.

E sobre o iPad 2…sou suspeito pra falar das coisas que a Apple faz. Sou admirador mesmo. E não, não tenho só produtos Apple, não tenho adesivo da maçã colada no meu carro, e não choraria ao apertar a mão do Steve Jobs. Mas tenho que reconhecer o excelente trabalho que é feito pela empresa. Resumindo, a Apple inventou um novo produto, criou uma necessidade que até então não existia para os consumidores, e viu (mais uma vez) um monte de fabricante de tecnologia correndo atrás do seu rabo para copiar o seu produto, ao invés de criar algo novo. Alguns destes, conseguiram colocar algumas features que o iPad (1, o velho!!!) não tinha e talvez ganharam alguns adeptos devido a estas (poucas) vantagens. Mas agora, pouco tempo depois, a Apple corrigiu seus “erros”, voltou com um iPad ainda mais fino, mais rápido, com 2 câmeras, e tudo mais que vocês viram por aí. Pra mim, game over. Buzz muito positivo.

Então é isso. Com este texto, só quis mostrar para vocês como simplesmente gerar buzz não é o mais importante, e que nem sempre ele é gerado de forma positiva. Estar na cabeça do povo por algo ruim não é legal.

Para as marcas, o velho ditado “falem bem, falem mal, mas falem de mim!” não serve.

Abraços.

p.s.: Percebi, ao visualizar o post antes de publicar para fazer a revisão, que olhando a imagem que montei com as fotos dos 3 assuntos, a imagem respectiva à Nissan, só mostra o logo da Ford. Ou seja, se alguém da China for ler meu post e não entender nada de português, vai assimilar 3 marcas: Ford, Devassa e Apple. Sem mais.

Nissan e suas polêmicas

março 1, 2011 6 comentários

Está todo mundo falando do novo comercial da Nissan que está (ou estava até ontem, se o Conar já não tirou do ar) sendo veiculado desde sábado. E de tanto que estão falando, resolvi fugir da rotina do post de quinta para falar dele. Antes da minha análise, segue o vídeo para quem ainda não viu:

Sem dúvida o comercial gerou o buzz esperado no mercado e fez sua parte de comunicação para a Nissan. Porém, apesar de ser divertido e caricato, acho que foi um pouco desnecessário. Primeiro, porque achei o motivo que eles colocaram neste comercial meio “bobo”, de mostrar os engenheiros da Ford cheios de dinheiro e tal…é a mesma coisa que falar que porque aumentou o preço do pão francês, a menina do caixa da padaria vai ficar rica!

Além disso, o filme mostra tanto o Focus que eu nem sei se seria a melhor estratégia, já que particularmente acho o Focus muito mais bonito que o Tiida (mostrado apenas em alguns segundos no final). Além disso, sua marca pretende conquistar o consumidor do concorrente falando que ele foi idiota ao comprar o outro carro? Acho ofensivo demais.

Achei os comerciais do ano passado mais engraçados, menos ofensivos e mais inteligentes. Para quem não viu, aqui estão os vídeos.

 

 

 

Este da Frontier, eu achei demais:


É isso. E você, o que achou? Me conte, comente aqui.