Arquivo

Archive for fevereiro \24\UTC 2011

Top de Planejamento Estratégico 2011

fevereiro 24, 2011 2 comentários

Nesta semana, nos dias 22 e 23, participei do Top de Planejamento Estratégico 2011, que aconteceu na ESPM.
Aconterecem palestras de grandes agências e anunciantes, como Fiat, Talent, DM9éDDB, Ana Couto Branding, entre outras.

Vou fazer um resumo bem rápido, porque acho que não conseguiria passar todo o conteúdo que recebi nos 2 dias para vocês em um post. Então vou falar das 2 palestras que mais chamaram minha atenção, uma em cada dia.

O evento começou com a palestra de João Ciaco (@jciaco), diretor de Marketing da Fiat no Brasil, que falou de maneira bem interessante sobre o processo de planejamento na Fiat. Mas o que mais me chamou a atenção foi o filme do Fiat Mio que ele apresentou, que achei muito legal! Vale compartilhar:

 

E o meu destaque do segundo dia, fica para a dupla de redes sociais e conteúdo da DM9, Philippe Bertrand e Bruno Tozzini. Ambos fizeram uma apresentação leve e gostosa de assistir, com muito conteúdo, mas ao mesmo tempo muito agradável. Falaram de ações e do conceito de redes sociais com propriedade, mostrando cases muito bacanas.
Um dos destaques do conteúdo foi o slide: Não adianta ir de terno a uma corrida de muffin. Querendo dizer que não adianta a marca querer chegar com toda sua formalidade e padrão às redes sociais, porque o pessoal não está dessa maneira por lá. Também, como disse acima, não vou conseguir traduzir tudo aqui neste post, então deixo também a apresentação para vocês darem uma olhada, do slideshare do Tozzini (@tozzini).

Categorias:Uncategorized

Os riscos de um investimento

fevereiro 17, 2011 1 comentário

Todo mundo sabe que qualquer investimento requer uma análise detalhada dos riscos e oportunidades, e que mesmo que muito bem planejado, pode encontrar algum percalço no meio do caminho. E tem alguns que trazem um prejuííízo…

Quero aproveitar o post desta semana e este assunto para falar um pouco sobre a aposentadoria do Ronaldo. Sou corinthiano, e muito ouvi dizer de como seria o Corinthians daqui pra frente, se os patrocinadores iam sair, se as receitas iam continuar elevadas, etc. Mas aí parei para pensar que esses riscos e problemas não estão só no Corinthians, mas também atingem muita coisa que está ao redor. Vejam exemplos:

Corinthians: perde um de seus principais jogadores (mesmo não jogando tanto e nem tão bem, ultimamente), uma peça que atraía os holofotes do mundo todo para o Corinthians, e um dos principais motivos dos inflacionados patrocínios (que provavelmente irão “murchar” no ano que vem);
Hypermarcas: a gigante multimarcas brasileira, que se tornou parceira do Ronaldo (até mesmo em projetos de sua agência, extra-Corinthians), investiu uma grana preta para ter todo o uniforme do alvinegro neste ano, certamente contando com os destaques de Ronaldo, Roberto Carlos (outro astro que foi embora, este para a Rússia) e cia., além da divulgação a nível nacional da participação do time na Libertadores da América (o que não aconteceu);
TV Globo/Band: perdem um grande atrativo em dia de jogos do Corinthians. Além disso, com a precoce eliminação do Corinthians na Libertadores, certamente também perderão dinheiro de anunciantes que sabem da força das marcas Corinthians e Ronaldo, e da multiplicação disso em jogos da Libertadores, já que o time não tem o costume de ir todo ano (muito menos de ganhar!)…Com certeza a receita obtida não será a mesma ao transmitir jogos do São Paulo ou Palmeiras na Copa do Brasil, e nem do Santos na Libertadores. Não desmerecendo esses times, mas sabemos do tamanho da torcida do Corinthians e dos altos índices de  ibope que ela rende às emissoras de TV.

Resumindo, fácil assim, já encontramos 3 prejudicados com a aposentadoria do Fenômeno.

A ideia com este texto é simplesmente mostrar que os investimentos feitos, seja em qual área for, sempre têm seus riscos. É claro que cabe a quem vai investir se atentar a todos os possíveis fatores, mas há casos onde não há como prever mudanças. Quem imaginava que o Corinthians não passaria pelo Tolima e ficasse de fora da Libertadores? Quem imaginava que o Ronaldo ia se aposentar antes do final de ano?

Riscos existem. Mas, como empreendedores, devemos encará-los e tentar sempre encontrar uma alternativa à eles. E você, desiste da ideia ao sinal do primeiro risco?

Verdades, mentiras e mídias sociais – JWT

fevereiro 10, 2011 1 comentário

No post desta quinta resolvi divulgar uma apresentação feita pela agência de publicidade JWT, durante o evento Social Media Week, que está rolando em São Paulo nesta semana. Achei muito interessante a abordagem feita e a definição da relação entre mídias sociais x mídias tradicionais. Aproveitem o conteúdo!

Categorias:Estratégia, Propaganda

Repeteco Promocional

fevereiro 3, 2011 6 comentários

Que a publicidade brasileira é uma das melhores do mundo, todos nós do setor sabemos. A criatividade parece que já nasce incrustada no brasileiro. E graças a isso nascem campanhas e ações promocionais incríveis em terras tupiniquins.

Alguns anos atrás, pudemos presenciar um dos maiores cases da área, a campanha iPod no Palito, da Kibon (Unilever). Bateu recordes de vendas, gerou buzz como nenhuma outra, enfim, foi um sucesso total. Consequentemente, por ter tido tanto sucesso, é difícil de esquecê-la.

E por isso mesmo muito me surpreendeu ter tomado conhecimento da nova promoção da Activia (Danone) que foi lançada: Promoção Ritmo no Pote Activia (www.activiadanone.com.br/ritmonopote).

A ação lembra muito a outra promo da Kibon! São milhares de iPod’s colocados dentro da embalagem do produto, que não podem ser percebidos ao toque, pois tem ao seu redor um material que simula a mesma consistência e peso do produto original, com uma tecnologia que isola a temperatura para não danificar o iPod. Não digo que não seja legal a promoção, mas é praticamente idêntica à outra! E outro fator que assusta é ambas as marcas serem do mesmo setor, o alimentício!

Acho que cases são para serem levados em consideração, estudados, assimilados e, se merecido, idolatrados. Porém não acho legal copiar de forma tão semelhante as ações promocionais. Vamos provar que somos realmente os melhores e criar a cada mês uma ação de sucesso inovadora e vendedora como a da Kibon foi no passado?

Categorias:Estratégia, Promoção