Archive

Archive for agosto \31\UTC 2010

República Popular do Corinthians

Além da ação em si ter sido muito bem planejada e executada, este vídeo feito pela Nike para comemorar os 100 anos do Corinthians e sua nova “República Popular do Corinthians” ficou de dar orgulho a qualquer “corintiano, maloqueiro e sofredor”. Confiram:

Categorias:Uncategorized

Nova Itubaína, por Schin

agosto 30, 2010 2 comentários

Vejam o que encontrei na prateleira de uma padaria no Brooklin neste final de semana.

Itubaína Retrô e Itubaína Zero

Uma nova embalagem para a Itubaína, do grupo Schincariol.

Itubaína Retrô

Achei bem bonita a embalagem do pack de 6 garrafinhas e do rótulo das garrafinhas…e também achei legal a ideia de recriar a famosa “tubaína” para os dias de hoje, lançando a edição Zero, que é totalmente atual, e relançando um produto com visual retrô, o que também está em alta nos dias de hoje.

Categorias:Estratégia, Propaganda

Olha o direcionamento aí, gente!

Que o Orkut está caindo em desuso pela maioria das pessoas que conhecem o Facebook não é novidade.
As milhares de tentativas que o Google realiza para tentar melhorá-lo também não, já que quem acessa o Orkut cada dia o encontra de um jeito diferente.

Quem sou eu para criticar o todo-poderoso Google, mas ao meu ver, falta um direcionamento em relação ao Orkut. E vou explicar o porquê.

A mais recente notícia é que o Orkut vai separar os seus contatos por grupos, para tentar filtrar conteúdo que não seja relevante ou interessante para um grupo x de pessoas, oferecendo assim maior privacidade ao usuário. Eu li privacidade? Seria essa uma jogada para cutucar o rival Facebook, ferramenta mais criticada por falta de privacidade e por divulgação de dados pessoais dos usuários? O engraçado é que em um dos milhares de testes para “ressuscitar” o Orkut, o Google tentou transformar o scrapbook em uma espécie de Mural (do Facebook), onde aparecem os seus recados e os enviados para os outros. Pena que ficou horrível. Pimenta no dos outros é refresco.

Em outra tentativa de se aproximar, o Orkut transformou seus botões de Início, Recados, Amigos, etc., no mesmo formato dos botões do Twitter. Vocês notaram isso?

E sabe o pior de tudo isso? Que mesmo com todas essas mudanças, o povo que gosta de Orkut está odiando essa fase de transformação! Preferem o layout antigo! E pra mim, isso foi causado pela falta de direcionamento do Google.

Eu entendo que o Google queira ser o melhor em tudo o que faz. É o melhor e maior buscador da internet mundial e está longe de ser ameaçado pelo Bing (da Microsoft), comprou o maior site de vídeos da internet, o Youtube, que está longe de ser ameaçado pelo Vimeo ou outros, entre outros domínios supremos. Mas acredito que a batalha contra o Facebook está perdida e não tem chance de reverter a situação. Então por que não manter o Orkut no formato tradicional, que detém milhões de fãs pelo mundo e gera receita para a empresa (sim, muitas empresas ainda o consideram parte importante do plano de comunicação online, devido ao alto número de usuários), já que muita gente ainda o prefere ou desconhece o Facebook, e tentar criar outra plataforma para fazer frente aos concorrentes?

Se o Google/Orkut tivesse esse direcionamento e deixasse o Orkut do jeito que sempre foi, e que se tornou o patinho feio hoje, ao invés de enchê-lo de plásticas sem resolver nada, e pensasse em uma nova plataforma já com os novos moldes que estão sendo sucesso hoje, provavelmente teria mais aceitação. Todos nós sabemos do potencial do Google, porque será que eles insistem nesse projeto Frankestein do Orkut ao invés de criar algo novo para derrubar o queixo de todo o mundo, inclusive do Zuckerberg (criador do FB)?

Eu acho que se posicionando como 2º opção, mas do jeito Orkut de ser, continuaria tendo milhões de seguidores, milhões de dólares em receita, e dando espaço para o Google abrir a cabeça e construir uma nova ferramenta de sucesso para os novos moldes. Larry e Sergey, vocês podem fazer melhor!

Categorias:Estratégia

As oportunidades da Brahma

agosto 17, 2010 1 comentário

Já citei em outros posts algumas marcas que considero sinônimos de propaganda boa e apropriada, como a Nike e a Budweiser. E desta vez, vou elogiar uma marca nacional e que acho que vem desenvolvendo uma estratégia de comunicação muito interessante.

A Brahma, marca da Ambev e uma das principais cervejas do Brasil, vem mostrando ao mercado como se faz bom uso da verba publicitária. Ela foi uma dos patrocinadoras da Copa do Mundo Fifa 2010 na África do Sul (e a 1ª marca brasileira na história a patrocinar o evento), o que já é um fato extraordinário se formos pensar em marcas brasileiras patrocinando uma competição de nível internacional e fora do país (a Seara também patrocinou esta edição da Copa). Neste período, veiculou comerciais com atletas da seleção brasileira de futebol, como Luís Fabiano, Júlio Cesar e Daniel Alves, que estavam em evidência no momento.

E agora, passada a fase de Copa, ela volta com tudo divulgando o rodeio de Barretos, um dos maiores do Brasil. E também acompanhada de uma figura de peso relacionada ao evento, o brasileiro tri-campeão mundial de rodeio nos EUA Adriano Moraes, que faz seu relato no comercial que está em exibição na TV aberta.

Isso sem contar uma outra pessoa patrocinada pela marca, que não tem relação com o esporte mas sim com a música, o sambista Zeca Pagodinho, um dos maiores nomes do samba do Brasil na atualidade, e conhecido como um cervejeiro de primeira. Além dos memoráveis e inesquecíveis comerciais do “Nanananã”, entre outros.

É isso. A Brahma mostra a muitas marcas como se utilizar de propagandas testemunhais e de eventos em alta, para divulgar a sua marca e associá-la a milhões de pessoas que admiram esses eventos e uma boa cerveja.
O pessoal dos refrigerantes Dolly podia aprender, né?rs

Mais um ponto para a propaganda brasileira!

Categorias:Esportes, Futebol, Propaganda

O sucesso de Os Simpsons

agosto 10, 2010 2 comentários

Não sou fã incondicional do premiado, ou até épico, desenho da TV americana, Os Simpsons.
Mas não precisa ser nenhum aficcionado, como meu amigo-piloto Rodrigo, para se render e admitir que os números representados pela animação de Matt Groening são mesmo impressionantes.

Segue abaixo um infográfico (enviado pelo Dedé, assim como outros milhares por semana…rs), muito bem feito diga-se de passagem, que mostra 15 marcas incontestáveis da série. A participação constante de Os Simpsons em diversos comerciais nos intervalos do Super Bowl nos USA, a concretização de uma marca de cerveja do desenho para a vida real (Duff Beer), entre outras,  são só mais algumas provas do sucesso…Divirtam-se!

Categorias:Estratégia